Maikon K (PR)

Seu trabalho transita entre a performance, a dança e o teatro. Iniciou sua trajetória nas Artes Cênicas e formou-se em Ciências Sociais (com ênfase em Antropologia do Teatro). Há 15 anos, pesquisa meios de alterar a consciência através de práticas corporais e ritos. O foco de sua pesquisa é o corpo e sua capacidade de alterar percepções. Sua obra tem influência de práticas xamânicas; nela, o performer constrói diversas realidades através de técnicas específicas, por meio de canção, som não verbal, dança, signos visuais e atividades ritualizadas. Interessam-lhe os estados da consciência, a relação sagrado-profano, sexualidade, intensidades, o grotesco, provocar rituais, testar sensibilidades. Entre suas criações, estão: “Guilhotina – musical xamânico-terrorista para uma sala de aula”; “Corpo ancestral”; “DNA de DAN”; “Terrário – dança privê num portal interdimensional”; “O ânus solar”.

Foto: Lauro Borges

É autor de: Neblina Canibal

Link Permanente: